quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A arte dos Baraça

Ana Baraça nasceu em Galegos de Santa Maria em 1904, onde viveu até aos 97 anos.
Filha de Manuel Gonçalves Valada e de Luísa Lopes, fabricantes de louça grossa vidrada, começou a fazer bonecos - uns galinhos - por volta dos sete anos.
O pai vidrava-lhe os bonecos juntamente com a louça grossa e andou pelas feiras de Barcelos, Lamego, Matosinhos, Rio Tinto etc.
Num determinado período da sua vida também se dedicou á produção de galos, que pintava com ajuda de um prego, por um processo de que ciosamente guardava segredo.
As asas pareciam “os tapetes (de flores) do Senhor da Cruz, pelas Cruzes”.


Elementos lúdicos e decorativos estiveram na origem das figuras com assobio e dos cenários de inspiração religiosa ou rural, sem esquecer os bois, as juntas, os pombais, as pombinhas, os santos, camponeses, arados, alminhas, carros de bois … um sem número de peças. Peças pintadas de cores garridas, que reflectiam o quotidiano envolvente.

As caras adelgaçada pela ponta dos dedos, polegar e indicador, constituem uma estilização que marca também a produção familiar com que o seu filho, Fernando, e os netos, Carlos, Vítor e Moisés, continuaram a sua obra, contagiados pela mesma paixão pelo barro, cada um criando as suas próprias peças.




Estas sucessivas gerações mantiveram os traços tradicionais do nome “Baraça” e inovaram através da criação de peças novas alusivas á tradições minhotas e populares e não só.
Apostaram na criação de peças de carácter religioso como presépios, santos populares, crucifixos, últimas ceias, peças alusivas à paixão de Cristo.
Também enverdaram pela criação de peças mais contemporâneas através de uma variação do galo de Barcelos tradicional unicolor.
As peças que são a imagem de marca desta família de artesãos são ass banda de música , os galos de Barcelos com relevo e os presépios originais com bicicletas ou pequenos barcos.

Nas últimas duas décadas têm participado em vários certames do artesanato a nível nacional e internaciona em Espanha, Itália e França tendo ganho vários prémios a nível nacional e internacional.

Sem comentários:

Enviar um comentário